Quercus - Associação Nacional de Conservação da Natureza
Quercus 1ª Sessão do Workshop «O Direito na Intervenção Ambiental» 19 de Março: Contra o Nuclear! XI Olimpíadas do Ambiente (2005/2006) XIII Jornadas de Educação Ambiental
   21-08-2006 contacte-nos | pesquisa 
Quercus - Associação Nacional de Conservação da Natureza
  

  Editorial
  DESTAQUE
  Entrevistas
  Foto-Denúncia
  Notícias
  Temas
  Opinião
  Eco-Agenda
  Eco-Ideias
  Eco Links
  Ficha-técnica
  Quercus

  
Editorial
Preparar o futuro
Passados quase dezoito anos desde a sua fundação, é hoje aceite de forma unanime que a QUERCUS- Associação Nacional de Conservação da Natureza assume e desempenha um papel de primordial importância na defesa do ambiente em Portugal.

O excelente desempenho da Associação tem conduzido a uma crescente solicitação ao nível das mais diversas temáticas ambientais, situação esta que exige um maior esforço, uma melhor organização e uma presença ainda maior em todo o território nacional. Os novos desafios que o futuro reserva à QUERCUS exigem uma cuidada reflexão interna e a necessária preparação das suas estruturas geográficas e temáticas.

A nova Direcção Nacional, eleita em Assembleia Geral a 5 de Abril do corrente ano, assumiu, desde a primeiro hora, a necessidade de provocar algumas alterações no funcionamento da organização e estimular uma discussão interna participada sobre o futuro da Associação. Nesse sentido, está já a ser organizado um congresso, a decorrer em Outubro próximo, que será precedido de uma discussão interna alargada e terá como objectivo a definição de estratégias e prioridades para o funcionamento da QUERCUS.

Este congresso, para além dos objectivos primeiros para os quais está a ser preparado, será também uma excelente oportunidade para aproximar todos os sócios e torná-los mais participativos na vida da Associação. Sendo a QUERCUS uma ONGA cuja actividade depende fortemente do voluntariado, torna-se imprescindível uma maior participação de todos os sócios, principalmente através dos núcleos regionais da Associação.

Neste esforço de unir e reunir todos os sócios em torno de uma associação cada vez mais activa e interveniente, surge o primeiro número de uma nova publicação periódica- o Jornal Quercus- que pretende ser um veículo interno de informação e um elemento congregador de uma organização dispersa por todo o país.

O Jornal Quercus deverá constituir um elo de ligação entre todos os nossos sócios e grupos de trabalho, garantindo uma maior colaboração entre as diversas estruturas da organização e uma maior coerência nas posições assumidas em todo o território nacional. Este projecto é um dos vários necessários para garantir que a QUERCUS estará preparada para cumprir os desafios e solicitações que nos colocamos a nós próprios e a própria sociedade exige.

A nova direcção nacional da QUERCUS tem assim um grande desafio pela frente. No decorrer deste mandato, a QUERCUS deverá ser capaz de dar o passo que falta para garantir uma actividade mais estável e uma estrutura mais consistente. Neste processo os núcleos regionais e os grupos de trabalho assumem um papel de extrema importância e deverão merecer uma atenção muito particular que conduza ao aperfeiçoar do seu funcionamento.

Os núcleos da QUERCUS, que se distribuem desde o norte ao sul do país, incluindo as ilhas dos Açores e da Madeira, constituem a verdadeira estrutura interna da Associação e garantem uma presença local indispensável a uma eficiente intervenção na defesa dos valores ambientais.

Os núcleos assumem-se como as estruturas mais adequadas para a promoção da participação de sócios e simpatizantes da QUERCUS, sendo a sua dinamização imprescindível para o crescimento da Associação. Pela sua importância e valor estrutural torna-se necessário uma maior atenção e apoio, por parte da direcção nacional, às actividades, carências e dificuldades dos núcleos.

Se os núcleos regionais constituem a nossa estrutura geográfica e espacial, os grupos de trabalho temáticos deverão constituir a estrutura técnico-científica da Associação. A este nível, a QUERCUS possui alguns bons exemplos que deverão ser seguidos. O Centro de Informação de Resíduos da QUERCUS é um destes bons exemplos que tem apresentado uma excelente capacidade técnica, dinamismo e uma boa sustentabilidade financeira, demonstrando que é possível criar estruturas especializadas que permitirão melhorar em muito a actuação da Associação.

Preparar a QUERCUS para o futuro significa apostar nos núcleos e nos grupos de trabalho temáticos. É isto que esta nova direcção pretende fazer... com a ajuda de todos.

Helder Spínola
Presidente da Direcção Nacional da QUERCUS
QUERCUS Ambiente n.º 1 (Agosto/2003)
 
Adicionar o fórum aos favoritos
Visualizações:640
 
últimos artigos
Tarde e Mal no Ambiente
O Ambiente não pode parar
A Escola e o Ambiente
Presidência Aberta: Finalmente o Ambiente
Alterações Climáticas: o Grande Desafio
A Quercus e o Futuro
Resíduos à Deriva
Preparar o futuro
Depois da tempestade...
Ministro Vai, Ministro Vem
Por um Rio Sabor Sem Barragens
Incêndios Florestais em Portugal


 
Google